Uma história de vampiros? Você decide?

 

Um crime em massa é detonado, uma arapuca que gera centenas de vitimas jovens, um estado inteiro em comoção e um rastilho de pólvora de emoções que percorrem o mundo, em minutos todo o globo está ciente da lista de vitimas que só faz crescer com o passar das horas, no alvorecer todas as redes nacionais estão posta a frente da linha de proteção policial que separa os milhares de curiosos do nefasto local, as vitimas vão se acumulando em números, teorias são montadas, culpados julgados pelo ancoras dos telejornais, deputados si pronunciam, delegados dão as primeiras palavras sobre o inquérito, os pobres telespectadores choram junto com as mães dos caídos naquela noite. Nas redes sociais milhões de mensagem de indignação e pedidos dos mais variados tipos de ajuda a voluntários, desde doações de sangue até pedido de psicólogos, a Presidente chora em uma cúpula de encontro de países amigos e resolve voltar antes, desculpa perfeita para deixar o local de decisões infrutíferas, o Governador voa para mostrar o apoio que ele como pessoa pública e possível candidato a reeleição não si pode furtar a apresentar a seus eleitores, pedidos de agilidade, de ajuda e de futuras providências para evitar que isso si repita, apesar de ser fato corriqueiro a cada ano em um continente diferente.

É domingo e todos param na frente da televisão para compartilhar a dor, e todos sabem que um dia passaram ou passarão pela situação, mães choram em desespero ao ver seus queridos filhos que foram perdidos naquela noite e a mídia mostra o espetáculo com falso ar de pesar, cortam-se os ângulos de câmera para a mais nova informação já repetida o dia inteiro, mais lágrimas inocentes são exploradas, e o dia passa com a reprise continua como uma metralhadora no coração dos inocentes, cada lágrima é explorada, cada brado de luto é amplificado pelos microfones, começa a caçada as bruxas devagarzinho se solta o nome dos culpados.

Segunda-feira e os jornais em negro mostram o luto, as conversas do café da manhã são cópia dos diálogos da tv, todos em luto. Bandeiras a meio pau, telejornais que si encerram sem a musica de fundo com as cenas do local do acontecido, centenas se movem para prestar a sua homenagem e apoios aos familiares, milhares que nunca doaram sangue nem para o vizinho do lado quando estava no hospital entopem os hemocentros. Nos jornais do meio-dia pretensos jornalistas tecem teses de causas juridicas para a acusação. O dia termina e por várias cidades espalhadas pelo país locais idênticos são lacrados sem nunca terem sido sequer visitados algumas vez na sua existência por um misero fiscal. Todos tomam a frente, todos fazem a demonstração de que a fiscalização existe, todos querem os quinze megabytes de exposição pública e garantir a sua autopromoção.

Brotam do além teorias da conspiração das mais variadas formas, a culpa é dos Illuminatis que fizeram uma oferenda pagã ao Deus Chifrudo em uma data que comemorava uma ofensa aos judeus. Não, a culpa é de um demônio que estava encarnado em uma suposta dama de vermelho que dançava fumando e bebendo enquanto as vidas eram ceifadas. Mas nem chegam perto, a culpa na verdade era do Hemocentro, mais especificamente dos funcionários dele que estavam encarregados de juntar barris do precioso néctar rubro para o Carnaval dos Vampiros que nesse ano foi realizado perto da cidade do maldito beijo da morte que foi aquela noite.

Acreditem ou não essa é a verdade, mas quem é o verdadeiro vampiro nessa história toda, que sufocou a vida de milhares em uma noite por causa de uma comanda, quem concedeu o alvará do local que virou o local de empalamento de muitas almas, dos políticos oportunistas que se mostram ágeis somente em catástrofes e que no outro dia tudo é esquecido, a mídia que dissecou até o ultimo detalhe o momento de dor para ser usado como um espetáculo macabro, ou eu que usei essa história para disfarçar a minha critica ao mundo… Você decide.

Anúncios

3 Respostas para “Uma história de vampiros? Você decide?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s